9/13/05

Tudo aquilo que sempre quis saber acerca do síndrome pré-menstrual e ninguém teve pachorra para lhe explicar...


Contrariamente à imagem veiculada esta não é uma criação fantasista da mulher para poder estourar com os nervos do companheiro por puro capricho, salvaguardada pela determinação biológica. O PMS é uma realidade. Durante aqueles dias tudo no organismo se conjuga à semelhança de complot cósmico para fragilizar a fêmea. É a sensação de ser tomada por uma força invisível mas com a pressão esmagadora de uma bigorna...não...de um tanque...não...de um porta-aviões...não...de um porta-aviões, mas daqueles que foi ao fundo. É mais isso. De repente o corpo toma conta de tudo e a pobre que o ocupa...de um porta-aviões que foi ao fundo, imediatamente após ser bombardeado. Agora é que é. Dizia eu que a pobre desgraçada no período em que espera o período e mesmo durante os primeiros dias do período não manda em mais nada. Deixa de ter voto na matéria. As pernas ficam empedernidas... e doem. A zona lombar é atingida por dores lancinantes, semelhantes a ser atingida por voodoo...e dói. Para além de todas essas há as dores de cabeça; as dores nas costas e os seios que ficam rijos que nem pedra e intocáveis...do tanto que doem. Por isso, se por acaso se cruzarem no corredor com uma mulher que não reconhecem, arrastando um look-zombie e os chinelos sobre os tapetes, o mais provável é mesmo a mulher ser a vossa...mas com O síndrome.

Por todos estes motivos se torna clara a injustiça de a mãe natureza ter agendado para esta fase do mês uma líbido tão particularmente acesa. Pergunto eu...PARA QUÊ????!!!!! Nesta altura, a mulher tem a capacidade de ataque implacável de um felino, e a voracidade de um...mas encarcerada na rigidez muscular de um saco de boxe e na prostração física de quem foi à máquina de lavar por engano e encolheu. Na realidade tenho uma teoria: o motivo pelo qual algumas mulheres serão tão insuportáveis para os seus companheiros nesta fase é pura FRUS-TRA-ÇÃO. Nunca as vossas mãos, pescoço, costas e expressões características se tornam tão particularmente apetecíveis como nesta fase. Às vezes bastará um certo franzir de sobrolho para dentro da mulher ecoar um 'MEU DEUS! Como este homem é sexyyyy!!!!!!' e para se sentir um achaque característico por um calafrio na espinha e um impulso imediato para avançar sobre o macho sem qualquer dó nem piedade. Agora imaginem sentir tudo isto...e não poder. Assim, quando ela vos virar as costas a uma pergunta não assumam automaticamente que foram ignorados. Sigam-na, porque vão descobri-la algures a morder os dedos e a roer as unhas. Em personalidades mais neuróticas até podem dar com elas a gritar : "PORQUÊEEEEEEE???".

À parte portanto das dores sobejamente conhecidas, a mulher é de repente inundada por emoções avassaladoras que configuram um mundo altamente melancólico, bucólico e chorável...e acreditem que a influência é de tal ordem que até mulheres como eu dão com elas a chorar em frente à tv. Não que a programação actual não dê mesmo vontade de chorar mas em circunstâncias normais ninguém se comove com o diário de um casamento do people&arts. Quanto muito chora-se com aqueles vestidos de noiva e só mesmo um estado de loucura temporária justifica verdadeira comoção perante aqueles pedidos de casamento desajeitados...isso ou quando acaba a caixa familiar dos gyilian. A propósito, esta tendência para consumir chocolates está perfeitamente fundamentada por estudos científicos. Aparentemente o chocolate tem uma propriedade que acelera a produção de endorfina, que por sua vez contraria o humor 'down'. Eu citava o artigo porque está ali nos meus dossiers mas não me apetece ir procurar porque estou na hora do saco de água quente e dói-me demasiado os rins para me levantar.

Adiante...O PMS torna a maioria das mulheres num teddy bear...mas daqueles com mau aspecto, com olheiras e barriguinha inchada. Em mulheres com mau feitio a priori aí sim, a coisa assume os contornos de um Chuckie. Neste último caso, convém não abusar na aproximação. Nunca se sabe quando é que a frigideira pode ser arremessada na sua trajectória. Caso a sua fêmea seja desses casos que suscita comentários como 'ela é uma pessoa que tem lá o seu feitio especial', não vá o diabo tecê-las, aconselha-se a esconder tudo o que é bibelot.
Mas quebremos antes os mitos. Na sua maioria aquilo que as mulheres desejam é aninhar-se apenas no abraço terno e incondicional do namorado. O sofá, um bom filme ou a aparelhagem com o som certo, e um cafuné. Não exageremos, não são aconselháveis nesta fase pedidos de casamento, convites para viagens alucinantes, desafios para mudanças drásticas. Nós não estamos preparadas para isso nestas alturas. Desenganem-se, nenhuma de nós quer que o companheiro perceba então, aquilo que não percebe nos restantes vinte e tal dias do mês. Mas também não importa. Palavras-chave: sofá, filme, cafuné, meiguice, chocolates, chá, saco de água quente. Tudo isto no enquadramento do aconchego do mais-que-tudo é tudo o que interessa.

Nesta fase todos os afectos ganham uma proporção imensa; é como se cada núcleo de emoção, seja o amor, a fragilidade, o desejo, o medo fossem insuflados e que, tal como um balão depois de cheio, passam a ocupar muito mais espaço no espaço original. Connosco é mais ou menos assim, sendo que alguns destes balões por vezes parecem estar no limite e a sensação de poderem vir a rebentar nos dois minutos seguintes pode originar crises de choro tempestivas que não se consegue explicar de modo racional ao desgraçado(a) que nos tenta consolar com o volume de maços de lenços:
- Mas porque é que ficaste assim? o que é que tens?
- Sinto-me rebentaaaaaaAAAAAAAAAAAAAAAR!....(num mar de lágrimas e soluços)
- ó tonta...não estás assim tão gorda!!!!
E a sensação de não conseguir desfazer a confusão (porque o cansaço é demasiado) associado ao sentimento de que ninguém a percebeu vai colocar a mulher menstruada (palavra hororrosa, a propósito) na posição terrível que é achar-se profundamente incompreendida no abraço e palmadinhas exageradas do amigo(a) enquanto este(a) responde ao do lado em surdina mal-disfarçada:
- Tá com o período tadinha, não ligues...
Aquele mito da mulher de mau feitio porque 'está naquela altura do mês' é apenas isso, um mito. E se não falar por todas, falo pelo menos por algumas como eu. Fico mais mansa que manteiga numa torrada. Mais 'melosa' que um rebuçado esquecido numa mala durante os dois meses de verão. Mais derretida do que um corneto soft tirado numa praia assim que sai da máquina. Eu quero é mimos. Eu quero é muitos mimos...de preferência mesmo muitos...isso. Acho que não é pedir muito. Ou é?

... O que eu dava agora por um sundae de chocolate!!!




Já pode respirar fundo. FIM DE POST.

9 comments:

CC said...

Sem palavras... não há nada que possa dizer.
A não ser que talvez entenda porque é que um rapariga aki à tempos desatou a chorar e deu um safanão na ma´quina quando tirei o ultimo chocolate...


( ...pró caso de tares a pensar nisso eu acabei por lhe dar o chocolate.)

whitesatin said...

"Aplausos!!"
Se me dás licença, da próxima vez que alguém me vier perguntar o que é que se passa comigo, ou me disser que estou com mau feitio, vou usar este texto.
Adorei especialmente esta frase: "O PMS torna a maioria das mulheres num teddy bear...mas daqueles com mau aspecto, com olheiras e barriguinha inchada. Em mulheres com mau feitio à priori aí sim, a coisa assume os contornos de um Chuckie."
Rebolei-me a rir, LOL.

W. said...

"(...) os seios que ficam rijos que nem pedra e intocáveis(...)" - No fundo é uma mamoplastia mensal! E pensar que há gajas que pagam para ter isso...

mood said...

CC, e fizeste tu muito bem. :)

Whitesatin, muchas gracias :D Beijinhos

W, daquele texto enorme sublinhaste logo essa parte?!homens... sem emenda!
;)

Ricardo Leal said...

C'a ganda testamento...

Hehe, então hoje posso te chamar de melosa? Se não, também não adianta!

Pronto, miminhos para a melosa. Muitos miminhos para a menina melosa.

Beijinho esquimó...

mood said...

Sorry...mas o assunto pedia para ser bem explanado no ecrã :)
Yeah! Muito obrigada plos miminhos heheh. Mas olha lá...e o texto? Acrescentou-te alguma informação?Quero acima de tudo fornecer um serviço esclarecedor aos leitores...
bjito também pa ti :D

Ricardo Leal said...

Sim sim. se levar um par de estálos, sei a quem deitar as culpas.

beijito

mood said...

Podes ir à confiança :)

João said...

Ah...as mulheres...
Ah...o PMS...

Ai a minha vida....