6/29/05

...E pensar que no ano passado, por esta altura, o sentimento nacional era mais do tipo...
 Posted by Hello

6/26/05

Meus Senhores, O da Joana apresenta...


...O olhar mais manipulador da história do cinema!! Posted by Hello

6/17/05

Como fazer um Blog:Manual rápido, insipiente e impregnado de coisas óbvias

O meu amigo também quer ser um de nós? criaturas condenadas ao esquecimento do humor mas que teimam em escrever umas coisinhas na esperança de ter piada? Então JUNTE-SE a nós...e ‘trás um amigo também’ (lai lai lai)

Etapa 1: Primeiro que tudo, todos os movimentos tem mestres. Pioneiros que desbravam novos caminhos no humor e que rapidamente dão lugar a copy cats..ou seja, eu e você e os outros macacos aqui ao lado! Por isso aconselha-se vivamente antes de começar nestas lides ver muito de Monthy Phyton. Veja, veja muito! Veja as séries do Flying Circus, veja A vida de Brian, O sentido da vida, A busca pelo Santo Graal, veja tudo o que o Jonh Cleese fez na fase posterior. Muito importante também é ver algumas relíquias quase perdidas do nosso tuguês Hermam. Aconselha-se o visionamento do Hermanias, Casino Royal, Herman enciclopédia e alguns programas especiais de fim de ano da década de 90. Na pasta dos obrigatórios está obviamente o Gato fedorento, a Mad tv, 99% do material produzido pela comedy central (John Edward daily Show, por exemplo); as manhãs da antena 3 com Nuno Markl e as Teorias do Nílton, já em livro. Neste momento outro dos obrigatórios é a série The Office da BBC. Não pensar duas vezes. Compre!! Veja também a série Médicos e estagiários da sic radical especificamente para afinar a competência de humor mordaz: especial atenção aos diálogos dos médicos veteranos. Tome notas e faça fichas de leitura. Sublinhe a marcador com 3 cores, faça pequenos resumos de conteúdo ao lado; separe os temas com post-its e (caso o leitor seja homem e tenha a lido esta frase até ao fim) pense agora comigo: " Estarei a abichanar?".
Se puder, além disto..leia uns jornaizitos e a Visão. convém sempre dizer que lemos a visão ou pelo menos um jornal estrangeiro como o Le Monde (repararam na sonoridade redonda disto?) para entrarmos já noutro patamar de credibilidade. Entrámos no aquecimento...não pára!!!

Etapa 2: Depois desta ensaboadela há a fase determinante- viajar pela blogoesfera...assimile, incorpore, inale, absorva e elabore dentre de si todo esse ambiente de criatividade em estado bruto em que vai navegar..ou seja em termos leigos: roube ideias, expressões, copie e adapte tudo quanto puder. Em Roma há que ser romano!! Não queira ser um Ricardo Araújo Pereira nem um Bruno Nogueira...a maioria de nós não é O mestre! A maioria de nós não é mesmo um Leão!!! (viram como eu introduzi isto aqui??)
Adiante. As regras de ouro para fazer um blog:

1- Crie um conceito. O que é que o leitor vai encontrar no seu blog quando tiver 5 minutinhos para matar? E o que é que o vai fazer voltar para continuar a ler coisas de má qualidade? Focalize-se nesta ideia. Conceito...conceito!

2- Arranje um título nonsense, que não tenha nada a ver com aquilo que vai escrever (ex:.... Hoje dava uma!!) mesmo que depois opte por mandar mais...isto cada um é que sabe de si.

3- Grande parte dos bloguistas são indivíduos com problemas de auto-estima e portanto mascaram arrogância e o sentimento de que o seu blog é um dos melhores com advertências ao leitor de que não encontrará nada de jeito naquela página, fazendo-se passar por um pseudo-modesto. No entanto, isto continua a ter alguma piada e eu gosto....e vê-se uns avisos por aí bem engraçados.

4- Escreva todos os dias. Mas todos os dias mesmo, senão arrisca-se a não ter comentários. E os comentários estão para o bloguista típico como o pão está para a boca. Por isso comece desde já a recolher favores! Passeie-se charmosamente em blog alheio, deixe o seu endereço assim "como quem não quer a coisa" e deixe uns comentários bem elogiantes. O peixe há-de picar o anzol e de ir lá parar ao seu para lhe retribuir a visita. Que isto entre os bloguistas há um ‘quê’ de fraternidade e isso é verdade! E agora falando a sério...

Regras para construção de texto:

1- No texto é sempre importante mostrar que pensa nos seus tempos livres portanto qualquer um deles tem de dar conta de uma actividade de reflexão (p.ex: ...’e eu pus-me a pensar, mas que raio?...’ ou ‘e eu pensei’...). Também poderá utilizar a variante-monólogo, popularizada pelo Bruno Nogueira. Acima de tudo questione-se, questione-se muito!

2- É sempre importante surpreender com contrasensos. Isto dá ao leitor ou ouvinte (caso se trate de texto para ser lido em stand-up) a impressão que o autor é um ginasta da escrita e deixa-o: Uaaaaaaaaau! Tomemos o exemplo de há pouco: a seguir a uma ideia-chave com seriedade aparecer a frase "E agora a falar a sério". Esta negação do ‘já dito’ introduz aquela reviravolta surpreendente Uaaaaaaaaaaaaaaaaaaau...espectáculo!E por esta altura já terá mais um por cento de hipóteses de facturar com aquela sua amiga muita boa que entretanto até o foi ler piedosamente.

3- Teste os seu leitores com os temas que mais lhes interessam mas desde já fique ciente que os mais populares rondam algures pelo....o nada (Vide episódio de Seinfeld sobre o referido tema). Pense naquilo que ainda ninguém pensou. Fale de pombos, da aves migratórias, da problemática da marca do bikini perante a mudança de um modelos traçado no pescoço para um tradicional-implicações. Fale do corriqueiro, do banal. As pessoas andam fartas de se preocupar com assuntos pesados..e para isso já basta a obesidade infantil em Portugal nos últimos anos. (Eles de facto, andam mais gordinhos não andam?)

4- As divagações: perca-se propositadamente nos seus raciocínios. Isto dará a ilusão de que você tem de facto ideias por onde se perder! Pontue estes movimentos com frases do estilo "Mas onde é que eu ia mesmo?" ou "Mas já me perdi" ou ainda a clássica "mas isto agora não interessa nada, voltemos ao que interessa". Iluda-os...eles não precisam de saber a verdade.

5- Dirija-se directamente a quem o está a ler. Isso cria aquela empatia mágica.Aquela sintonia absoluta do tipo: eu estou a escrever para SI. Como eu estou a fazer agora...vê?......................................
...Alô? Está-me a ler?...Iú-ú....er...........er.....
Acho que perdi o leitor...

Ah, ok...de volta...Portanto

6- Ande com um caderninho. Anote obsessivamente todo e qualquer material potencialmente cómico ou risível. O bloguista está em constante assimilação!

7- Quando não tiver assunto para escrever atire umas postas de pescada sobre um político qualquer. Descanse que alguém ou de extrema direita ou de extrema esquerda há de deixar um comment. E comments é o que se quer! Que digam mal ..mas que falem. Com um bocado de sorte tira-se o corpinho fora e em poucas horas tá tudo à estalada na caixa de comentários!!Pode também ler as gordas de um jornal e fazer um comentário breve em que não se implique demasiado, só o suficiente para pousar no assunto com dignidade.Pôr fotos de gajas também costuma render. Socorra-se daqueles mails que os amigos lhe enviam e nunca lê. Bom, isto se tiver amigos...

8- Brinque com as suas características. Humorista que é humorista é o primeiro a dizer que tem uma tatuagem na virilha. Mesmo que em circunstâncias normais ninguém o venha a saber, a não ser que alguma fã se faça ao bife e resolva deixar a nota na box dos comentários ou gritar durante um espectáculo de stand-up "Ó MOOOOOri...o teu calimero deixou-me DOOOOOOOOOOIDA!!!GRRRRRRAUUU..."
Humilhe-se! Este é um dos truques que imprime um certo charme ao bloguista!

Eu tenho indicação para ser bloguista?

Ó meu amigo(a) ...claro que tem. Então não acabou de ler o que eu escrevi? Todos temos. Solte o mordaz que há em si. Até porque hoje em dia TODA a gente tem um blog!
Os principais bloguistas são pessoas entre 18 e 50 anos. Temos por aí estudantes que se dedicam a isto nos intervalos dos rally tascas e da praia, pessoas dos mais variados cursos como Psicologia, Letras, comunicação social...er...psicologia....bom...claro que sim. Não perca tempo!Faça já o seu...
E lembre-se, esteja onde estiver na blogoesfera...Nós no fundo...somos todos uma grande família.
PAZ!

6/16/05

É neste dias solarengos em que me vejo frente ao computador e de janela aberta, observando no meio de muito suspiros o céu azul e a claridade quente lá de fora, que penso: Com tanto curso por aí porquê psicologia??...porquê estar encerrada num gabinete com outra pessoa igualmente não bronzeada...Porque não uma profissão..sei lá, ao ar livre...agricultura e quê...

Jardinagem...jardinagem também 'diz que' é bom...



Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaai!!!!

6/8/05

Tss Tsss...Malaaaaandros!!!Era apanhÁAAA-LOS...!!!

Aquelas janelinhas na internet 'Melhore a sua vida' estão cada vez mais entre os meus ódiozinhos de estimação, juntamente com aquelas americanices dos livros de auto-ajuda.
Mas quem é que lhes encomendou o sermão?? Quem disse que eu quero mudar a minha vida? Quem disse que eu quero atingir um qualquer nirvana ou plataforma de absoluta assertividade e harmonia nas minhas relações com os outros homo sapiens e alguns 'neandertáis' com quem coabito neste planeta.??..e quem disse que, a querer, seria daquela forma e com base na receita deles??
Esta pérfida aliança entre Psicologia e Publicidade que partiu da aplicação dos conhecimentos da dita ciência ao Marketing dão-me algumas náuseas...nomeadamente este grande princípio: o convencer a pessoa que tem uma necessidade, instalar perversamente essa mensagem no seu subconsciente, fazê-la sentir que de facto precisa daquele produto como quem precisa de um par de cuecas por dia... e levá-la a comprar... um carro topo de gama, aumentar o tamanho do pénis, ou mais um livro com o título 'Ajude-se a si mesmo'...

Para eles a minha gargalhada de desprezo!! UÁAAAAA-Á-Á

6/7/05

Pensamento (ou não) da tarde

O bronze da Costa da Caparica parece as tintas de cabelo de supermercado:
Fica lindo nos primeiros dias...mas sai em meia dúzia de lavagens!!!!

Hunf! ...Bronzes "dos trezentos"...

6/5/05

E quando há colestrol num português...há logo em dois ou três...

Mas que raio de mania é esta da bola de berlim às 9h DA MANHÃ!!!!????
Deus nosso Senhor quando criou o pequeno almoço não pensou nessa imagem terrível que se multiplicou pelas pastelarias portuguesas...Lábios oleados impregnados de açúcar só ficam engraçados depois do meio dia e abaixo de 1, 10 m de estatura. Fora isso merecem apenas o esquecimento da humanidade. Sobretudo se vierem associados a pessoas que ainda acham que "camisolinhas de lycra" até que disfarçam o belo do pneu.....pfff....

Mas é uma chatice...são cada vez mais. Isto dava origem a uma bela novela radiofónica à laia de Orwell...ou não..ou não...e os portugueses são eles próprios alienígenas...

[O estudo está-me afectar mais do que gostaria...nomeadamente a minha área cerebral que comanda a função do humor! Hum...o que é que o António Damásio diria disto???...]